Os muleke é liso

A grande pérola do poeta MC Rodolfinho (confesso que tive que consultar a autoria no google), consagrada no meio da boleiragem por definir um termo praquele guri que desconhece obstáculos, é a definição perfeita para a nova safra das bases do Grêmio. Eles simplesmente não têm medo de ir pra cima. E todo mundo sabe que time de campeonato gaúcho não joga na brincadeira.

Não dá pra não relativizar o resultado se levado em consideração que: o adversário, mesmo sendo modesto, teve o triplo de tempo para se preparar pro jogo; que os escalados não tem entrosamento, e, principalmente que o gramado além de péssimo estava totalmente encharcado – cenário ideal para todo tipo de lesões (e elas aconteceram), o que talvez justifique alguns guris mais lapidados terem ficado de fora -.

Apesar de todas as dificuldades, mais uma vez a gurizada botou a cara no profissional e mostrou personalidade. De fatores negativos, e mais uma vez invoco a contextualização dos fatores acima, a expulsão de Paulo Miranda, que está perdido desde a apresentação; A falta de segurança de Bruno Grassi e as deficiências defensivas do Léo Gomes, que por sua vez acertou bons cruzamentos. Alguns comentarão sobre as participações discretas de Isaque e Poletto, mas o primeiro jogou totalmente fora de posição, enquanto o segundo entrou as 17 do segundo tempo, sendo que aos 39 o Grêmio teve que abdicar do ataque para recompor a defesa.

Falando das gratas surpresas, o zagueiro Mendonça foi soberano na área. Guedes correu muito na lateral, Ancheta mostrou categoria com a bola nos pés. Pepe e Matheus mostraram muita movimentação e deram trabalho pro sistema defensivo do São Luís, e por fim, Lima brilhou. Este merece muita atenção. Aparentemente, sua passagem pelo Ceará fez o jogador desenvolver muita leitura de jogo. Enquanto teve pernas, Lima INVENTAVA contra-ataques que deixavam a zaga adversária no mano a mano. Talvez pela vontade de mostrar trabalho, o guri, quando criava suas jogadas, deixou de optar pelo passe para um companheiro desmarcado. É óbvio que não vai dar pra fazer isso com Luan e Arthur do lado. Todavia, a impressão que fica, é que esse guri vai buscar seu espaço com a camisa tricolor em 2018.

Enquanto os adversários gastam milhões pra formarem seus elencos, o Grêmio segue com sua mania de inventar jogadores. Está dando certo. Vamos Grêmio, vamos!

por Fernando Scaraveli.

Comente aí!

comentário