Vendas de Douglas e Thiago Maia provam que Grêmio vendeu Walace mal e na hora errada

Nos últimos dias dois volantes com muito potencial no futebol brasileiro foram vendidos para a Europa. Douglas Luiz, do Vasco da Gama foi vendido para o Manchester City por 12 milhões de euros. O jogador por sua vez será emprestado para o pequeno Girona, da Espanha, que recém subiu para a 1° divisão do campeonato espanhol e estreará na La Liga. Já Thiago Maia disputará o campeonato francês pelo Lille, da França. O Santos receberá cerca de 14 milhões de euros com a transação; Thiago foi reserva de Walace nas Olímpiadas.

Essas duas vendas mostram o mau negócio feito pelo Grêmio e também pelo jogador. Walace foi para o Hamburgo lutar contra o rebaixamento, e praticamente sumiu do radar de Tite. No início do ano, o volante chegou até a ser convocado para o amistoso contra a Colômbia, mas depois de sua ida a Europa, nem sequer chegou a ser cogitado.

O Grêmio até hoje não conseguiu suprir a saída de Walace, mesmo com as boas atuações de Michel, é inegável que o ex-volante tricolor faz muita falta no meio de campo de Renato Portaluppi. Foram 10 milhões de euros pagos por Walace, o Imortal ficou com 60% desse valor. Pouco.

Por fim, o Grêmio perdeu um grande volante e não recebeu compensação financeira suficiente. Enquanto isso, Walace está em um time de segundo escalão da Alemanha, longe dos holofotes e sem desenvolver seu futebol em sua plenitude.

Foto: JB Filho Repórter

Foto: JB Filho Repórter

Comente aí!

comentário